sábado, 6 de janeiro de 2018

ASSASSINO QUE MATOU IRMÃ FEZ POST HORAS ANTES: 'VOU QUEIMAR NO INFERNO' E FEZ AMEAÇAS A EVANGÉLICOS

Nenhum comentário :
EM DEPOIMENTO À POLÍCIA, JOVEM NÃO DEMONSTROU ARREPENDIMENTO E DISSE QUE A IRMÃ ERA QUEM ESTAVA COM A FACA  
O açougueiro, elemento maligno Pedro Miranda, de 19 anos, que foi preso suspeito de esfaquear e matar a irmã, Vitoria Miranda Costa, de 22, ameaçou, na internet, matar os fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus poucas horas antes do crime. Em depoimento à polícia, ele confessou o assassinato, não demonstrou arrependimento e acusou a vítima de estar com uma faca.

A execução ocorreu na casa da família, na Avenida Atlântica, em Mongaguá, no litoral de São Paulo. Vitória teve o rosto desfigurado e foi golpeada a facadas nos ombros, embaixo do braço e nos seios. Ela foi surpreendida enquanto carregava o pai de ambos, de 66 anos, que é cadeirante e não conseguiu ajudá-la.

"Bando de lixo filho da [...]. Se pudesse, matava toda a Igreja Universal. [Pastor] Valdomiro, todos esses... Vou queimar muito tempo no inferno", escreveu Pedro, ao compartilhar uma publicação em uma rede social, menos de seis horas antes de esfaquear a irmã. Segundo a polícia, o rapaz estava embriagado quando fez a postagem e, pouco depois, foi matar a vítima, conforme a seguinte foto:
"Ele tinha ingerido bebida alcoólica. Ele assumiu que matou, sim, mas afirmou que a irmã era quem estava com a faca. A versão contradiz o que o pai deles disse, em depoimento. Não demonstrou qualquer arrependimento. Está, na verdade, se sentindo um ídolo, um ícone", afirmou o delegado Ruy de Mattos.

Pedro foi identificado por policiais militares que estavam de folga.  Após o crime, ele passou na casa da ex-namorada, cujo término do relacionamento ele atribui à irmã, com intenção de matá-a, conforme testemunhos de vizinhos.

O açougueiro não encontrou a ex, de 17 anos, e fugiu de moto para a casa de um conhecido, em São Vicente. Como estava embriagado, se envolveu em um acidente e o veículo ficou destruído. Foi de ônibus até Peruíbe, ainda na Baixada Santista, e depois seguiu a pé até a cidade onde foi localizado pelos policiais.

O seboso não se dava bem com os familiares. Contra o rapaz, há três boletins de ocorrência registrados: um de violência doméstica, sendo a irmã a vítima, outro de maus tratos, cujo próprio pai era o agredido, e mais um por roubo, ocorrido anteriormente na cidade.




Matéria postada em 06/01/2017 - Informações do G1 

Nenhum comentário :

Postar um comentário