BEBÊ MORRE APÓS COMER BOLO ENVENENADO QUE MÃE LEVARIA PARA O PAI EM PRESÍDIO

Corpo da criança foi liberado sem a causa da morte. Ela comeu o bolo e morreu horas depois num hospital  
Uma mulher preparou um bolo com veneno para ser levado ao marido que está encarcerado no presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, interior do Acre. Entretanto ela não teve os devidos cuidados, deixando o bolo em local fácil e a filha do casal Kethelly Katrinny, de 1 ano e 11 meses e mais dois adolescentes acabaram comendo o bolo.

A menina morreu no hospital de Manoel Urbano na quarta-feira (25). Os adolescentes que passaram mal são primos da criança. “Eles vomitaram, passaram mal, mas reagiram. Os laudos indicarão o que tinha dentro do bolo.

O corpo da criança foi liberado aos familiares sem uma definição concluída da causa da morte dela. O Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco falou que foi coletado sangue, conteúdo gástrico, material do olho e a urina da criança para ser analisados.

Segundo familiares, a mãe da menina, que tem 18 anos, está em choque. Um parente disse que o pai de Kethelly ficou transtornado dentro do presídio quando soube da morte da filha. Quebrou tudo dentro da cela. Ela sempre levava comida, bolo e essas coisas pra ele nas quartas. Ele queria se matar dentro do presídio.

Intoxicação
O médico que atendeu a criança na Unidade Mista de Manoel Urbano, Julio Andres Antezana, explica que a causa da morte foi intoxicação alimentar e pneumonia química. Ele conta que a menina chegou com vômito, dores fortes abdominais e sonolência. O exame do IML deve definir o que causou essa intoxicação.





Sobre bocão64

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.