Política

Supremo decide manter Lula preso até julgar suspeição de Sergio Moro


Pelo visto, os planos de Lula para sair da prisão ainda continuam como um sonho. Em julgamento do pedido de Hapeas Corpus do ex-presidente, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou a sua liberdade pelo placar de 3 a 2.

Os ministros Edson Fachin, Celso de Mello e Cármen Lúcia, votaram contra. Ricardo Lewandoswki e Gilmar Mendes votaram a favor.
Foto Nelson Jr. SCO-STF

Gilmar Mendes propôs conceder liberdade de Lula até a Segunda Turma concluir a apreciação do recurso da defesa do ex-presidente, cujos advogados estão argumentando que o ex-juiz Sérgio Moro agiu com parcialidade ao condená-lo no caso do Triplex do Guarujá a uma pena de 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

A condenação foi confirmada em segunda instância, em janeiro do ano passado, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Não há previsão de quando a suspeição de Moro será analisada no Supremo. Até lá, Lula continuará preso, alimentando sonhos de liberdade.

O ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), já havia negado liberdade ao petista, indeferindo outro habeas corpus apresentado mais cedo.
PUBLICIDADE:




Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.