LADRÃO É AMARRADO EM POSTO E ESPANCADO

LADRÃO AMARRADO EM POSTE E ESPANCADO NO MS

Suspeito invadiu residência e foi detido por morador e vizinhos. Foto: Diovane Santos/Sidrolândianews

Agora ta virando moda as pessoas fazerem justiça com as próprias mãos. Tenho visto recentemente, em vários locais do país, notícias sobre justiceiros cansados de esperar pelas leis, fazerem uso das próprias mãos para punir criminosos. 

Depois de tentar roubar uma casa no centro do município de Sidrolândia (MS), a 60 Km da capital, Campo Grande (MS), um homem de 38 anos foi amarrado em um poste e agredido pelo dono do imóvel e por vizinhos.

Antônio Mendes Sá, que já tem passagem por furto em veículo, havia pego objetos da casa da vítima e foi visto ao tentar sair do local, por volta das 4 horas de domingo, 16 . Na residência estavam o dono, a esposa e a filha de 18 anos de idade.

Houve uma briga entre ambos e Antônio, que é conhecido como "Maninho", foi imobilizado com a ajuda de vizinhos do local. Ele foi agredido, teve as mãos e os pés amarrados, e vários ferimentos pelo corpo.

O ladrão, segundo a Polícia Civil ainda teria sido amarrado a um poste, dentro da casa que tentou roubar e desamarrado assim que a Polícia Militar chegou.

A Polícia Civil em Sidrolândia também informou que Antônio será autuado por tentativa de furto. O proprietário da casa invadida teria agido por "instinto", e não será indiciado.

Caso semelhante de "justiça com as próprias mãos" aconteceu no dia 31 de janeiro, quando um adolescente de 15 anos foi amarrado num a um poste na zona sul do Rio de Janeiro. Ele seria autor de furtos na região. Um grupo conhecido como "justiceiros" seria o autor da violência.

Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.