COLLOR SE LIVRA DE CONDENAÇÃO POR SUPOSTOS CRIMES EM SEU MANDATO

COLLOR ESCAPA DE CONDENAÇÃO POR CRIMES QUE TERIA COMETIDO NA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Ministros não encontraram provas para condenar o ex-presidente 23 anos depois dos fatos



O STF (Supremo Tribunal Federal) absolveu, nesta quinta-feira (24), o ex-presidente Fernando Collor de Mello das acusações de desvio de dinheiro público que teria cometido na Presidência da República, nos anos de 1991 e 1992.

O julgamento ocorreu 23 anos depois dos supostos crimes e os ministros não encontraram provas no processo para condenar Collor.

A decisão acolhe os argumentos da defesa do ex-presidente, que alega que a denúncia do Ministério Público não apresentou nenhuma prova das acusações de corrupção passiva, falsidade ideológica e peculato (uso da função pública para desviar recursos).

O advogado de Collor, Rogério Marcolini, que defendeu seu cliente na tribuna do plenário, afirmou que a denúncia é genérica.

— A denúncia peca pela generalidade. Fala-se em fraude de licitações. A defesa gostaria de saber que licitações teriam sido fraudadas. Fala-se em desvio recursos, a defesa gostaria de ter a oportunidade de saber a quantia desviada, os valores que foram desviados e em favor de quem. Não há prova de qualquer ato que pudesse ser atribuído a Fernando Collor.

Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.