CLIMA DE GUERRA EM PRESÍDIOS DO CEARÁ DEIXA DEZENAS DE MORTOS

CONFIRMADAS 18 MORTES EM REBELIÕES DE DETENTOS EM PRESÍDIOS DO CEARÁ  
Crimes insanos aconteceram nas rebeliões, em pelo menos seis unidades prisionais. A barbárie tomou conta. Detentos mortos, decapitados, esquartejados, cabeças esmagadas, corpos queimados, móveis e instalações destruídas. Dez corpos ainda precisam ser identificados por exames de DNA.

A Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) confirmou, nesta terça-feira (24), a morte de 18 presos durante as rebeliões ocorridas nos presídios cearenses no fim de semana. O número de óbitos confirmados pela pasta subiu de 14 para 18 após análises da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). Já o juiz corregedor dos presídios César Belmino informou na segunda (23) que o número de mortes chega a 26.

A crise nos presídios cearenses chegou ao quarto dia consecutivo. Após diversas rebeliões registradas entre o sábado e a segunda-feira, a situação ainda é de instabilidade.

TÚNEL:
Na manhã de segunda, um túnel foi encontrado na Unidade Prisional CPPL I, em Itaitinga, e o Batalhão de Choque confirmou a fuga de detentos durante a madrugada. A Sejus, porém, não confirmou a fuga. A pasta comunicou que não foi registrado nenhum novo conflito entre os presos na segunda-feira.

GREVE E REBELIÕES:
As rebeliões ocorreram durante e após a greve dos agentes penitenciários. Segundo a Secretaria da Justiça, a motivação dos conflitos foi a suspensão das visitas nas unidades prisionais. De acordo com a Polícia Militar, os detentos quebraram cadeiras, grades, armários e queimaram colchões em diversos presídios.
A rebelião mais recente ocorreu na noite de segunda-feira, na Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. No local foram registradas três mortes e nenhum ferido. Policiais militares e agentes penitenciários entraram na unidade para fazer a contenção dos detentos. Segundo os agentes, o local teve grades arrancadas e parte das alas destruídas.

REFORÇO NA SEGURANÇA:
Diante da situação, o Governo do Estado solicitou ao Ministério da Justiça o apoio da Força Nacional. A expectativa é que o reforço chegue a Fortaleza ainda nesta semana.

Um comboio com mais de 20 viaturas já saiu da base de treinamentos da Força, no Gama (DF), com destino à capital cearense. O grupo chega por terra porque, de acordo com o Ministério da Justiça, os militares trabalham com apoio das viaturas.
ATENÇÃO:
O link abaixo conduzirá o internauta para as fotos chocantes desta matéria, que são terminantemente proibidas para menores de idade e não são recomendadas para pessoas sensíveis. Se você clicar no link para vê-las, estará automaticamente se declarando maior de idade e perfeitamente apto e responsável pelas suas atitudes.
Clique >FOTOS CHOCANTES< Clique

Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.