Eunápolis

Eunápolis – Pedestres correm sérios riscos em cruzamentos sem faixas de segurança

Sinalização desgastada e sem manutenção causam transtornos e insegurança para pedestres que se aventuram pelas ruas da cidade
Parece que a prefeitura de Eunápolis tem muitos problemas mais sérios para resolver ou simplesmente os “olheiros” do prefeito estão com “cisco nos zói”.

Estamos falando do quase caótico trânsito de Eunápolis, que, nos últimos anos, tem criado muitos problemas para os transeuntes que tentam não serem atropelados, em suas idas e vindas pela cidade.

Um dos problemas com certeza é a falta de capacitação da maioria dos motoristas, que simplesmente “tiram carteira” e saem por aí, dando asas à imaginação, querendo ser “ases” do volante. A má educação por parte deles é testemunhada constantemente, mas vamos falar de uma responsabilidade da prefeitura, que não está sendo cumprida.

As faixas de pedestres são de extrema importância, quando nos referimos a trânsito urbano, entretanto, as “nossas faixas” estão bastante desgastadas ou não existem mais e precisam ser restauradas o mais rápido possível.

Numa volta rápida pelo centro, nosso repórter percebeu claramente o grave descuido de nossos governantes. Um dos problemas mais sérios são as áreas dos trevos das Av. Porto Seguro e Santos Dumont, com a BR-101. Naquela área os riscos são 100% acentuados, pela inexistência das faixas.

Em frente ao DNER existe um problema maior ainda. Os motoristas simplesmente não observam a faixa existente, tornando a travessia perigosíssima para o pedestre. Nesta semana, nosso redator viveu de perto esse perigo, quando teve que correr e suar frio, para atravessar a pista lateral à BR-101. Ali precisa ser instalada com urgência, um redutor de velocidade ou “quebra-molas”, para conter a falta de educação dos motoristas que por ali trafegam. Os próprios taxistas do local, entrevistados pelo Bocão 64, constataram o problema e disseram que às vezes, eles tem que “segurar” o trânsito, para auxiliar idosos, mulheres com crianças no colo e até estudantes, que passam por ali.

Nas BR-101 e 367, existem “controladores” eletrônicos de velocidade que só servem para multar o motorista, quando, na verdade, deveriam orientar o trânsito, facilitando a vida de cidadãos que passam por ali. No lugar dos marcadores de velocidades, precisam ser instalados semáforos. Nesse caso, os veículos que passam pelas BRs serão obrigados a parar para dar oportunidade a quem quer atravessar a pista. Infelizmente nossos administradores políticos normalmente não enxergam os problemas por este ângulo e preferem enriquecer os cofres do públicos com as multas provindas, além das famosas zonas azuis, desnecessárias para uma cidade ainda pequena como a nossa.

Outro grande problema no local, perto da antiga passarela, é que, motoristas de outras cidades, desavisados por falta de “setas desenhadas na pista” para indicar a direção correta, acabam entrando pela contramão na Av. Santos Dumont.

Esperamos que os problemas sejam resolvidos antes que alguém perca a vida, para que a prefeitura acorde. As fotos desta matéria referem-se à área central, mas em todos os bairros, existe esse tipo de problema. (Por Carlos Rheiz)

Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.