Gerais

Crueldade – PM resgata criança que vivia acorrentada dentro de tambor e se alimentava das próprias fezes


Menino de 11 anos vivia acorrentado, na mesma posição, passando fome e sede

Um caso aterrador chocou o país, quando uma denúncia anônima relatou um caso extremo de maus tratos contra um menino de apenas 11 anos de idade, no bairro Jardim Itatiaia, em Campinas, SP.

A criança vivia acorrentada pelo pulso e pelo pé, dentro de um barril de aço, passava dias sem comer e beber, tendo as vezes que obedecer aos seus instintos de sobrevivência, comendo as próprias fezes. Vale salientar que a abertura do barril, por cima, era parcial, o que proporcionaria cortes da criança, se ela se mexesse muito. Segundo o próprio menino, às vezes ele era alimentado com cascas de frutas, como a banana, por exemplo. A situação era muito desoladora, disse um dos policiais.


A Polícia Militar recebeu a denúncia e resgatou a criança na tarde de sábado, 30/01/2021, ao mesmo tempo em que prendeu em flagrante delito, o pai, a namorada dele e a filha dela, por maus tratos, tortura física e mental, entre outras coisas. O pai, de 31 anos de idade, pode pegar uma pena de 2 a 8 anos. As mulheres presas, podem pegar de 2 a 4 anos, por omissão.

O menino foi levado para o Hospital Ouro Verde, em Campinas, com quadro de desidratação extrema. Há relatos de que o pai jogava água sanitária e água fria para dar banho nele. A desculpa do pai era de que o menino seria agressivo e fugia de casa sempre. (Como não ser agressivo e fujão, diante de tantos maus tratos?).

Vizinhos relataram que o caso persiste há no mínimo 6 anos. Segundo um dos vizinhos, o Conselho Tutelar sabia do caso e nunca fez nada. O próprio Conselho diz que vai apurar os fatos... (É pra rir ou chorar?).


Uma tia da criança disse no hospital que o menino teria problema psiquiátricos e que dava muito trabalho. Ele foi alimentado, examinado pelos médicos que fizeram coleta de material para exames laboratoriais. O resultado é aguardado.

Além das correntes apertarem os pulsos, havia uma enorme pia de mármore tapando o local. A criança olhava o movimento dos arredores através de um pequeno buraco na parede do “calabouço” onde era mantido preso. Um caso chocante cujos responsáveis (ou seria irresponsáveis?) deverão pagar exemplarmente.



PRISÃO DO PAI, DA MADRASTA E FILHA DELA:
O vídeo abre com 2 cliques:


O RESGATE DA CRIANÇA:
O vídeo abre com 2 cliques



CURTA NOSSO FACEBOOK

SIGA NOSSO INSTAGRAM

ENTRE EM NOSSO WHATSAPP

NOSSO CANAL NO YOUTUBE


PUBLICIDADE:

 

Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.