Gerais

Médica chama a polícia depois de atender bebê com mais de 30 lesões

 


Ao ver os hematomas, médica suspeitou que a criança fosse vítima de maus-tratos; bebê segue internada em estado grave

Goiânia – Uma médica acionou a Polícia Militar e o conselho tutelar depois de atender uma bebê de seis meses e suspeitar que a criança sofria maus-tratos. A bebê tinha mais de 30 lesões pelo corpo. O caso ocorreu no município de Anápolis, a cerca de 55 km da capital goiana, na noite dessa segunda-feira (10/5).

VEJA TAMBÉM: Caminhão carregado com gás é tomado de assalto em Mundo Novo

A criança foi atendida na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) pediátrica, no município. À Polícia Militar, a mãe da criança disse que a bebê estava no colo do pai quando os dois perceberam que ela não estava vem. O homem chegou a ser levado à delegacia, mas informou que não sabia o motivo dos hematomas e foi liberado.

“A mãe disse que o bebê estava ‘molinho’ no colo do pai e acionou o Corpo de Bombeiros, que levou a criança ao hospital. A mãe foi junto acompanhando”, disse o conselheiro tutelar Miqueias Duarte, ao G1.

VEJA TAMBÉM: Mensagens de supostos sequestradores de crianças deixa Eunápolis em pânico

Após o atendimento inicial e a constatação da gravidade do caso, a bebê foi transferida para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia, onde segue em internada em estado grave. Segundo a unidade de saúde, a criança respira com ajuda de aparelhos.

VEJA TAMBÉM: Amigo da família é flagrado estuprando menino de 4 anos

Ainda de acordo com o conselheiro tutelar, o órgão agora aguarda um parecer da Polícia Civil para comprovar se o caso tem relação com maus-tratos. Por enquanto, a criança segue acompanhada pela mãe, na unidade de saúde. Segundo Duarte, não há nenhuma denúncia anterior relacionada aos pais da criança junto ao conselho.

MATÉRIA DO METRÓPOLES







Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.