Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Violento temporal deixa rastro de destruição em Eunápolis

A frente do Mineirão Atacarejo ficou completamente destruída. Foto: Carlos Rheiz/Bocão 64


O violento temporal que caiu no início da noite de sábado, 27/11/2021, deixou um rastro de destruição na cidade de Eunápolis, no extremo sul da Bahia.

Árvore caiu sobre carro. Foto: Internauta via WhatsApp

A frente do recém inaugurado Mineirão Atacarejo foi completamente destruída. A força dos ventos foi tão violenta contra o telhado metálico, que as vigas de concreto penderam pro lado e tudo desabou sobre vários automóveis que estavam estacionados no local. Por sorte ninguém ficou ferido e aparentemente a parte interna do estabelecimento não foi danificada.


Várias árvores em diversos pontos da cidade, foram literalmente arrancadas. Pudemos observar árvores caídas na Praça do Pequi, nas margens da BR-367 que liga Eunápolis a Porto Seguro e em várias partes da cidade.

Árvore caída na Praça do Pequi. Foto: Carlos Rheiz/Bocão 64

Saindo da BR-101 em direção ao bairro Sta. Lúcia, antes da delegacia de polícia, uma banca sobre um riacho foi parcialmente destruída.

Banca semi destruída, próximo à Delegacia. Foto: Carlos Rheiz/Bocão64

Uma festa que aconteceria no “Espaço do Rondelli”, foi impossível a realização, já que também houve muita destruição por la. Estruturas foram destruídas, inclusive o palco, onde se viam as caixas de som pendendo de lado e provavelmente danificadas.

Festa não aconteceu no Espaço Rondelli. Estruturas danificadas. Foto: Carlos Rheiz/Bocão64

A energia caiu em alguns bairros, e pelo menos dois outdoors foram destruídos às margens da BR-367.7.


Um posto de combustível localizado às margens da BR-367, quase em frente à rodoviária, também teve suas estruturas danificadas. Toldos rasgados e duas bombas arrancadas.

Foto: Carlos Rheiz/Bocão64

O Feira do Bueiro, famosa na música de Rony Brasil (Arriba Saia), é um dos pontos mais vulneráveis da cidade, onde a destruição não foi mais violenta, porque a prefeita Cordélia Torres, no início do seu mandato, mandou fazer um grande serviço de limpeza e drenagem no córrego que atravessa o local. Antigamente, com esses temporais, as águas subiam mais de metro, causando muita destruição e dando prejuízos aos feirantes que perdiam suas mercadoria.

Feira do Boeiro. Foto: Carlos Rheiz/Bocão64

Nossa reportagem esteve no local e percebeu que a prefeitura estava atuante, com funcionários efetuando a lavagem e limpeza da área interna da feira. O calçamento foi parcialmente destruído e a rua está interditada provisoriamente.

Nas redes sociais há relatos de casas destelhadas em vários pontos da cidade. Na divisa dos bairros Sta. Lúcia e Itapoan, um poste quebrou e outro pendeu pra um lado, com risco de cair, mas a equipe de trabalho foi acionada e a situação já está sendo resolvida.


Logo após o temporal, a prefeita de Eunápolis, Cordélia Torres, visitou alguns locais atingidos pela força dos ventos e das chuvas, inclusive na Feira do Bueiro, onde viu as demandas de urgências e no mesmo momento, declarou “estado de emergência” e,  ainda à noite, acionou toda a sua equipe para resolver as emergências. Veja o vídeo:  



    


Frente do Mineirão Atacarejo. Foto: Carlos Rheiz/Bocão 64

Árvores caída na praça do Pequi. Foto: Carlos Rheiz/Bocão 64

Frente do Mineirão Atacarejo. Foto: Carlos Rheiz/Bocão 64






Postar um comentário

0 Comentários