IDOSOS SOFREM NA FILA DO SUS

'PRECISO DE AJUDA', DIZ, VIA CELULAR, PACIENTE QUE ESPERA CIRURGIA NA BA

Aposentado de 83 anos está internado há sete meses e família conta drama.
Promotor de Justiça relata que idosos têm preferência em cirurgia pelo SUS.




"Eu preciso de ajuda", apela, via celular, o mestre de obras aposentado Domingos Costa, de 83 anos, do leito do Hospital Eládio Lasserre, no bairro de Cajazeiras, em Salvador. O idoso espera há um mês transferência para outra unidade de saúde para ser submetido a uma cirurgia no coração.

Costa foi internado em setembro do ano passado, após derrame cerebral, e, desde então, a esposa dele dorme nas duas cadeiras que ficam ao lado da cama. "É desesperador. Tem dias que eu me coloco para ser forte, falo 'hoje eu não vou chorar', mas é raro o dia em que não choro só de olhar. A vida da gente está parada. Ele está internado e eu estou junto com ele", lamenta a esposa de Costa, a costureira Shirley Varão.

Há um mês, a família soube que ele precisa fazer cirurgia no coração e que, para isso, teria que ser transferido para outro hospital, o que depende da regulação da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab). "Não é justo a gente pagar mais de R$ 20 mil para fazer a cirurgia sendo que o próprio sistema público poder fazer. E, se fizer, com três dias ele está em casa", relata o filho, Domingos Alfredo.

Uma outra idosa, Maria Araújo, de 75 anos, está internada no mesmo hospital há três meses. Ela precisa ser transferida para tratar um câncer no pulmão e a família diz que não sabe o que fazer. "Assim como é minha sogra, podia ser a minha mãe. Queria que eles fizessem qualquer coisa, que levassem e lá não desse jeito, mas que tirasse daqui", afirma, emocionado, o genro Carlos Alberto Pinto.

Em nota, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) disse que a Central de Regulação busca vaga para Maria Araújo. No caso de Domingos Costa, a Sesab informou que tenta transferência para uma unidade vascular e que ele continua sendo assistido pela equipe do Hospital Eládio Lasserre. De acordo com a Sesab, a prioridade na transferência de pacientes obedece a critérios como gravidade e grau de urgência dos casos, que são avaliados por uma equipe médica.

O promotor público Rogério Queiroz disse que pacientes idosos do Sistema Único de Saúde (SUS) que precisam de cirurgia têm prioridade garantida tanto pelo Estatuto do Idoso quanto pela legislação estadual. A família que se sentir prejudicada no atendimento deve recorrer ao Ministério Público da Bahia levando cartão do SUS e documento de identificação do paciente idoso, além do relatório médico para que as providências sejam tomadas.

Fonte: G1


CONFIRA O VÍDEO:



Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.