NETO DESABAFA, DIZ A GAZETABAHIA

NETO GUERRIERI SE EMOCIONA, DESABAFA E AFIRMA QUE ESTÁ SENDO PRESSIONADO EM SEU GOVERNO

Uma matéria de um site regional chama a atenção para um fato corriqueiro na política brasileira, e,  como se trata de  nossa realidade, o povo eunapolitano precisa tomar conhecimento e fazer suas próprias conjecturas



Durante o ato de Inauguração do Centro POP – Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua, coordenado pela Secretaria de Assistência Social de Eunápolis, no dia 23 de maio, sexta-feira, na Rua Afonso Pena, nº 185, Centro, o prefeito do município, Neto Guerrieri, fez duros desabafos. 

Bastante emocionado, ele afirmou que o momento é de muita dificuldade para poder tocar o seu projeto de gestão. O que não é diferente de outros municípios da região.

Em tom de mágoa e desabafo, ele falou das pressões externas e internas, disse não ser fácil fazer uma administração, onde a burocracia impede que muitos projetos sejam executados em curto prazo. Neto Guerrieri tem razões de sobra para desabafar. As pressões são enormes. Ora, vindas de dentro do próprio grupo, ora, da política externa.

Governar uma cidade de 110 mil habitantes sem a presença do governo estadual, distante do poder decisório, não é fácil. É difícil governar uma cidade onde não existem indústrias e grande geração de emprego. É difícil governar um município onde quase tudo depende da Prefeitura. Onde a maioria dos trabalhadores depende do Poder Público Municipal, e o comércio sobrevive graças aos pagamentos de folhas de servidores e de fornecedores.

É mais difícil ainda, governar um município com o Ministério Público no encalço das ações municipais. Onde todas as questões administrativas são transparentes e vigiadas pelo TCM e outros órgãos. Uma terra onde faltam obras estruturantes, verbas públicas, boa vontade por arte dos burocratas para destravar os projetos de interesse popular.

Veja o caso dos bloqueios e declínios dos repasses governamentais, e as folhas aumentando todos os meses. Pressões de professores, dos vereadores, da imprensa, dos servidores, dos aliados e outras.

Os desabafos de Neto Guerrieri, na sexta-feira, 23, são compreendidos. Governar uma cidade onde falta quase tudo para se desenvolver é tarefa árdua e difícil. Uma carga que poucos suportam. Por outro lado, a sociedade organizada muitas vezes se cala, permanecendo da espreita. Pagando para ver. Mas no cotidiano, nos momentos necessários todos viram as costas. Ou seja, cada um cuidado de si. Ou, cobrando para si. 

Fonte: http://www.agazetabahia.com/ver.php?id=6065

OPINIÃO DO EDITOR
:

É nessa hora que o poder de liderança deve se impor. Nada na vida é fácil. Nada cai em nossas mãos que não seja o peso da idade. É preciso ter o dom de governar. É preciso prestar atenção em tudo. É preciso trilhar seu próprio caminho. Se o Neto não se desvencilhar dos arreios apertados que lhe foram postos no lombo pela gestor anterior que lhe garantiu a eleição, o seu governo com certeza não tocará o coração de nosso povo.

É nessa hora que o prefeito deve mostrar a que veio, com garra, perseverança e sobretudo, muita competência, sem choramingo. 



Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.