PARADA GAY EXIGE RESPEITO, MAS, NÃO ESTARIA DESRESPEITANDO A RELIGIOSIDADE?

MULTIDÃO QUERIA FESTEJAR, MAS TAMBÉM DAR O SEU RECADO. SEGUNDO OS ORGANIZADORES, EVENTO REUNIU 2 MILHÕES DE PESSOAS    
A Parada do Orgulho LGBT, também chamada de Parada Gay, é um evento super lucrativo, que atrai milhares de pessoas para assistirem, participarem ou simplesmente para constatarem os fatos. Em São Paulo só perde para a Fórmula 1. 40% do público é formado por turistas.

Em São Paulo reuniu uma multidão na Av. Paulista. Os organizadores falam em milhões de pessoas mas a polícia fala em milhares. A finalidade desse evento é para chamar a atenção das pessoas para uma coisa importantíssima na vida de cada um: O respeito.

Nós do Bocão 64 concordamos que o respeito deve haver, sobre todas as coisas. Todo ser humano tem o direito de ir e vir e fazer o que bem entender da própria vida e devemos, sobretudo, respeitar as escolhas de cada um.

Nos últimos anos temos observado essa luta por direitos, contra as agressões morais e físicas contra o que poderíamos chamar de terceiro gênero, culminando muitas vezes com mortes. Essa homofobia incentivada por alguns machões e algumas vezes, disfarçadamente por políticos e religiosos é uma grande bobagem, mesmo porque o mundo hoje tem coisas muito mais sérias para serem questionadas, como a fome, a falta de água, as doenças, as guerras, a poluição e outras coisas provocadas pelo excesso de gente no mundo.

Precisamos abrir os olhos, unidos, para enxergar problemas reais, que possam prejudicar a vida na terra, de uma forma mais ampla e genérica e pararmos de perder tempo nas redes sociais, por exemplo, criticando a ação ou atitude de quem quer que seja.

Mas também exigimos respeito por algumas questões de costumes ou religiosidades. O Brasil é um pais laico, o que significa que nenhum religião pode se sobrepor ao Estado. Todos tem liberdade para seguir seus próprios ideais políticos ou religiosos, porém uma coisa nos chamou a atenção, que em nosso entendimento, foi um grande exagero e porque não, uma grande avacalhação de alguns participantes do movimento maior da classe, no Brasil.

Religião também é uma escolha pessoal e tem que ser respeitada e as encenações feitas em referência à Jesus, na nossa humilde opinião, foi uma grande afronta à sociedade. Não nos acrescentou nada, apenas gerou uma corrente negativa pela mídia, fazendo voltar à tona, novamente, aquilo que os gays mais combatem: A homofobia.

Se querem respeito, tem que respeitar. Jesus é o símbolo maior da religiosidade cristã. Católicos ou evangélicos com certeza vão reprimir essa "brincadeira de mal gosto,  que na verdade foi vista como uma grande ofensa à religião.
Clique >>aqui<< para curtir nossa página no facebook.

Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.