"ESTOU COM MEDO DA MORTE", DIZ MORADORA QUE FILMOU PMS FORJANDO CENA DO CRIME

COM MEDO DE VOLTAR PARA A COMUNIDADE, TESTEMUNHA CONTA QUE OS PMs JÁ ERAM CONHECIDOS  
A moradora que gravou o vídeo em que cinco policiais militares da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Providência forjam a cena de um crime na comunidade afirmou em entrevista ao Cidade Alerta RJ que teme a morte e não volta mais casa. Para ela, uma represália pode acontecer a qualquer momento.

A testemunha conta que acordou ao ouvir o som dos tiros e foi até a janela para entender o que estava acontecendo. Quando viu o menino baleado no chão, ela pegou o celular de uma amiga e começou a filmar. Apesar do medo, a moradora acredita que fez o que era certo.
— Eu sinto que tenha ajudado a população, porque aquilo foi um erro. Foi uma afronta e um erro o que eles fizeram. Quero que a justiça seja feita.

A mulher também conta que nunca confiou na polícia pacificadora, e afirma que os policiais que aparecem nas imagens eram conhecidos na Providência por fazerem "o plantão do medo".
— Quando eles estavam de plantão, acontecia tiroteio de manhã, de tarde e de noite. Ninguém ia pra escola, ninguém trabalhava. Era o plantão do terror e do medo.

Pelo histórico dos envolvidos na cena forjada do crime, ela diz que não repetiria o feito de gravar um crime como o que aconteceu na terça-feira (29).
— Não faria o vídeo novamente, se visse uma outra cena parecida. Minha vida tá sem rumo, sem destino e eu estou com medo da morte.

A moradora também conta que foi procurada por autoridades e terá ajuda para se proteger de represálias.

Os policiais envolvidos já se encontram presos e vão responder pelos crimes de homicídio e fraude processual (quando se forja ou muda a cena do crime). O Secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro afirma que eles serão expulsos da corporação, como única maneira de se desculpar da população. Se serão condenados é uma outra história, mas fica aí uma dúvida no cidadão: Testemunhar um crime dessa natureza compensa? O plano de proteção à testemunhas no Brasil garante a segurança do cidadão?

PROTESTOS
Os protestos, que tiveram início após a circulação do vídeo, continuaram na quarta-feira (30). Na terça, um morador que lançou uma pedra em um ônibus morreu após ser atingido por estilhaços. Na manhã de ontem, ao menos oito ônibus, que fazem trajeto do centro à zona sul, foram apedrejados, segundo a Rio Ônibus.

CONFIRA O VÍDEO:

Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.