DENÚNCIA GRAVE EUNÁPOLIS: VÍDEO MOSTRA ADULTERAÇÃO DE DATA DE VALIDADE DO CHOPP DA BRAHMA/AMBEV

FUNCIONÁRIOS AFIRMAM EM VÍDEO QUE RECEBERAM ORDENS PARA ADULTERAR A DATA DE VALIDADE DO CHOPP, DENTRO DAS INSTALAÇÕES DA AMBEV  
Um vídeo chegou em nossa redação, mostrando o procedimento de adulteração da data de validade de botijões de chopp Brahma/Ambev, por funcionários que afirmam em falas do vídeo, que receberam ordens para realizar a adulteração. A intenção seria não deixar o produto estocado na empresa para evitar prejuízos financeiros, não importando os preceitos morais e legais.

Os botijões ou barris de chopp mostrados tinham data de validade que venceria em 06/07/2015 e foram adulterados três dias antes do vencimento, mudando a data de validade para 10/07/2015. Segundo as falas, foram cinco botijões de chopp.

No vídeo, feito em 03/07/2015 (conforme falas gravadas), o funcionário usa uma flanela umedecida em álcool, envolto em um objeto para dar mais firmeza na raspagem da data original de vencimento. Em seguida o funcionário usa marcadores de aço com números e vai batendo com um alicate, gravando a nova data de vencimento para 10/07/2015.

Na conversa dos funcionários, um diz: “vamos alterar a data aqui agora a pedido de Tailan”. Depois completa: “Ta errado mas a gente só faz o que foi solicitado pra gente”. O outro funcionário comenta: “Manda quem pode, obedece quem tem juízo”.

Para concluir, aconselham: “Quando você for receber um chopp com essa data de validade (escrita em baixo relevo), não receba, porque é adulteração.

O vídeo postado no Youtube em 13 de abril de 2016, não deixa claro em qual a unidade da empresa foi feito a adulteração, mas as imagens das instalações, dos caminhões e materiais estocados e funcionários, podem ser facilmente identificadas por quem conhece a empresa. Numa das falas, um dos funcionários cita que vai para “Caraívas”, o que nos faz crer, que se trata de uma empresa sediada em Eunápolis:  “Eu vou para Caraívas, p...”, o outro responde: “Problema seu”. Tirem suas conclusões.

Depois de assistir o vídeo, ficam algumas perguntas no ar: Há quanto tempo essa prática é realizada? Continuam fazendo isso até hoje? Empresas que adulteram seus produtos, enganando a fé do povo, seguem a mesma lógica do “jeitinho brasileiro”? 

No mundo inteiro repercutem as notícias de um país cuja corrupção e falcatruas políticas ultrapassam todos os limites da lógica. Será que está em nosso sangue? Até quando essa maldição vai nos acompanhar? 




Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.

3 comentários:

  1. Só se o cara for muito burro para não ver essa etiqueta apagada

    ResponderExcluir
  2. Pior que não ver cara. Ja trabalhei na ambev e essa prática é constante

    ResponderExcluir
  3. Eu trabalho neste msm CDC aki em Eunápolisé muito chato saber de coisas desse tipo muito...sei lá em vergonhoso É isso aí

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.