JUSTIÇA CONDENA A 10 ANOS HOMEM FLAGRADO EM VÍDEOS AGREDINDO A PRÓPRIA MÃE

ROBERTO ELÍSIO COUTINHO DE FREITAS FOI CONDENADO PELAS AGRESSÕES CONTRA A PRÓPRIA MÃE, UMA IDOSA DE 84 ANOS  
Um ato de extrema covardia virou notícia no país inteiro, quando o bacharel em direito Roberto Elísio Coutinho de Freitas, foi flagrado em vários vídeos, agredindo a própria mãe, uma idosa de 84 anos, professora universitária aposentada e doente de Alzheimer. A esposa dele fez vários vídeos e juntamente com o filho, fez a denúncia formal contra o acusado.

Roberto foi julgado e condenado a 10 anos de reclusão em regime fechado, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, pelos crimes de tortura, apropriação indébita e por retardar a assistência à saúde da vítima. Em todos eles, a juíza da 8ª Vara Criminal de São Luís, Oriana Gomes, aumentou a pena por se tratar de crime de tortura contra idoso e pela continuidade delitiva.

De acordo com os autos, Roberto Elísio, sob o pretexto de que cuidava da mãe, não trabalhava, passava o dia em casa consumindo bebida alcoólica, além de explorar a idosa financeiramente, conforme mostram os extratos bancários anexados ao processo.

Além da prisão, o réu terá que pagar R$ 2 milhões pelos danos causados à vítima. O acusado já está preso provisoriamente desde maio deste ano.

Em maio deste ano, Roberto Elísio foi preso em uma residência no município de Raposa, na Região Metropolitana de São Luís, Maranhão, depois que os vídeos das agressões viralizaram nas redes sociais. Reveja um dos vídeos:

VEJA TAMBEM: Bandidos filmam execução de homem dentro de padaria com vários tiros.


Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.