Política

Janaina Paschoal diz que não foi convidada para ser vice de Bolsonaro

A advogada do impeachment, porém, não descartou lançar candidatura a algum cargo nas eleições de outubro
A advogada Janaina Paschoal, que ficou conhecida como uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) usou o Twitter para negar que tenha sido convidada para ser candidata a vice-presidente nas eleições de outubro. Ela não descartou, porém, concorrer a algum cargo eletivo.

“Olá, Amados! Haja vista a quantidade de telefonemas, mensagens e e-mails que venho recebendo, gostaria de esclarecer que NÃO recebi nenhum convite recente para ser candidata à vice-presidência da República. Não sei dizer de onde teria partido esse boato”, afirmou pelo Twitter.


Nos últimos dias, cresceram as especulações de que Janaína Paschoal poderia concorrer como vice na chapa do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).



Paschoal disse não ter se manifestado antes porque “temia parecer pedante”. A advogada confirmou que está filiada ao PSL, mas ressaltou não haver definição sobre o seu destino político.



“O  mais provável é que não concorra a nenhum cargo; porém, tenho até agosto para definir isso. Se decidir não concorrer, eu me desfiliarei, até para manter o distanciamento de sempre e poder, dentro de minhas limitações, ajudar nosso país”, disse.

Paschoal também é cotada para concorrer ao governo de São Paulo pelo partido de Bolsonaro. 

Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.