Gerais

Vídeos - Padrasto que chutou criança de quatro anos é espancado por populares

Vídeo mostra o padrasto levando violentos catiripapos
Na quarta-feira, 03/10/2018, Diego de Souza Valente, de 22 anos, trafegava de moto com o enteado na garupa, pela Rua Yoshinobu Kobata, no Jardim Jamaica, Em Sertãozinho, SP, quando parou o veículo e deu um violento chute na barriga da criança de apenas 4 anos de idade. A cena foi filmada por uma câmera de segurança e denunciada ao conselho tutelar. O vídeo viralizou nas redes sociais e teve um desfecho ruim para o agressor.
Diego foi reconhecido por populares, humilhado e levou um monte de violentos catiripapos em forma de socos e chutes. A cena da surra foi filmada e também circula nas redes sociais. No vídeo, ele fica “pianinho”, sem esboçar nenhuma reação...

Após a surra, com medo de outras atitudes violentas, ele procurou uma delegacia de polícia para fazer um B.O., nesta sexta-feira, 05. Na delegacia ele disse que ficou nervoso porque o menino aprontou na escola, justificando assim o ataque de fúria à criança. Segundo ele, o garoto ainda foi surrado pela mãe, ao chegar em casa.

O conselho tutelar resgatou a criança e entregou ao pai biológico. Outra criança, filha do casal agressor, está em poder da avó materna. Diego responde em liberdade. A polícia investiga o fato.

ATENÇÃO: A imagem abaixo vai te redirecionar para o vídeo que mostra o padrasto sendo espancado por populares. As imagens podem ser consideradas chocantes e não são recomendadas para menores de idade ou pessoas sensíveis. Se você clicar para assistir, estará automaticamente se declarando maior de idade e perfeitamente apto e responsável pelos seus atos:


Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.