Gerais

Um vídeo viralizou mostrando um piloto de avião enforcando e dando murro na ex-namorada

Caso chocou todo o Brasil desde o início da semana e vídeo circulou nas redes sociais
Viralizou nas redes sociais, nesta segunda-feira (24), um vídeo que mostra o momento em que uma advogada de 26 anos é agredida pelo ex-namorado. O caso aconteceu em Goiânia (GO), tomou repercussão nacional e chocou o país inteiro e é investigado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam). As imagens mostram a jovem sendo enforcada e levando tapas no rosto.

O autor das agressões é o piloto de avião  Victor Junqueira, de 24 anos. A ocorrência policial foi registrada no dia 15 de dezembro. Logo após as imagens viralizarem, a vítima usou o Instagram para afirmar não autoriza o compartilhamento e a divulgação do vídeo.
O flagrante mostra uma discussão entre o então casal. Os dois choram durante a briga. “Você acha justo chegar e me bater?”, pergunta a advogada. “Super injusto, saca? Mas pelo menos acabou”, responde Victor momentos antes de agredi-lá.

De repente, a vítima é atingida por um tapa no rosto e toma um susto. O agressor começa a chamá-la de “fingida” e a mulher pede para que ele pare de bater. Neste momento, ela é puxada pelo pescoço e recebe um murro na cabeça.



Repercussão
Nas redes sociais, as pessoas estão revoltadas com o vídeo. “Eles sempre choram arrependidos e pedem perdão, clamam por uma nova chance, põem a culpa na mulher e também se culpam por ser assim. ‘Coitadinhos, eles são vitimas também’, e assim vem a segunda chance, a terceira e quando a mulher cai na real e saem desses relacionamentos eles as matam ou infernizam a vida delas!”, escreveu uma internauta.

Algumas pessoas chegaram a culpar a vítima por se submeter às agressões, mas logo foram respondidas. “Não sei o que é pior: A situação no qual ela estava passando ou ver mulheres comentando que a culpa é dela por ainda estar com ele. Não comente se você não sabe o quanto ela tinha medo de denunciar e acabar morta. Quantos casos a gente vê de mulheres que denunciaram e no dia seguinte foram encontradas mortas e adivinha quem era o assassino?”, desabafou uma pessoa. (BHAZ).


A delegada Ana Elisa Gomes Martins, responsável pelo inquérito que indiciou o piloto Victor Augusto por agressão à namorada Luciana Sinzimbra em Goiânia, disse ao site “Metrópoles” que não foi possível pedir a prisão dele.

“Para isso teria que ter fundamentos que justificassem [a prisão]. [Como, por exemplo] Que ele de alguma forma estivesse atrapalhando as investigações, que estivesse praticando outros crimes contra a vítima e estivesse descumprindo as medidas protetivas ou fugindo”, falou.

O acusado seria o piloto e filho do ex-prefeito de Anápolis-GO, segundo o jornal Estado de Minas.


Victor Junqueira foi indiciado por lesão corporal, ameaça, injúria e violação de domicílio. A pena máxima para os crimes pode chegar a 4 anos e 6 meses de detenção.



Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.