Política

Eunápolis - Vereadores aprovam projeto Ruas de Lazer e pedem providências para reajuste salarial dos professores



Na sessão ordinária desta quinta-feira (23/09), o vereador Tiago Mota (Republicanos) apresentou indicação número 229/2021 que foi lida, discutida e aprovada pelo plenário da Câmara Municipal de Eunápolis, em que solicita que o Poder Executivo conceda ao Magistério o reajuste salarial correspondente ao percentual que promova a recomposição salarial prevista pelo Governo Federal para todos os funcionários.

Vereador Tiago Mota


No pequeno expediente, o parlamentar lembrou que a categoria não foi contemplada no Projeto de Lei número 11 de 21 de julho passado, aprovado pelos vereadores e argumentou que os professores devem ser valorizados.

Também no grande expediente, o vereador Francis Gabriel (PTC) relatou que esteve reunido com os professores na sede da APLB/Sindicato de Eunápolis. Durante a sessão ele solicitou uma reunião conjunta das comissões de Saúde e de Educação para tratar do tema, por entender que os dois assuntos são pertinentes durante a pandemia. O parlamentar sugeriu a participação dos membros da diretoria do Sindicato, para que todos possam compreender a realidade vivida pela categoria no município.

 

RUA DO LAZER:

Arthur Dapé autor do projeto ruas de lazer


Em segunda votação, a Câmara de Eunápolis aprovou o Projeto de Lei do Legislativo número 23/2021, de autoria de Arthur Dapé (DEM), que institui o programa “Rua do Lazer” no município de Eunápolis. A iniciativa consiste no fechamento de vias públicas para o trânsito, aos domingos e feriados, permitindo a criação de espaços comuns para a prática de atividades esportivas, culturais e de lazer nas ruas da cidade.

“A iniciativa possibilita a integração familiar e estimula hábitos saudáveis nesses locais, onde será possível fazer caminhadas, passear de bicicleta, andar de skate e patins”, afirmou Arthur Dapé.

A matéria segue para a sanção da prefeita Cordélia Torres (DEM). De acordo com o presidente da Câmara, Jorge Maécio, (PP), o programa será viabilizado por meio do fechamento parcial de ruas e avenidas aos domingos. “O projeto não gera despesas ao orçamento público nem prejuízo ao trânsito, uma vez que as vias não serão completamente interditadas. Além disso, a ação acontecerá apenas aos domingos, quando o fluxo de veículos é menor”, explicou.

Professores, na sessão

Por Ascom/ CME – Fotos: Milton Guerreiro

 

PUBLICIDADE:





Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.