EUNÁPOLIS: A DECADÊNCIA MUSICAL

SÃO JOÃO EUNÁPOLIS – A DECADÊNCIA MUSICAL




Quem é filho de Eunápolis ou mora aqui há muito tempo, com certeza tem saudades de um tempo em que nossa cidade era bacana de se viver, onde poderíamos perambular pelas ruas a qualquer hora da noite sem o risco de bandidagem e, principalmente, do tempo em que sentávamos a uma mesa de bar para ouvir artistas regionais darem um show de talento em músicas de qualidade, de voz impecável e  bem afinados.

Eunápolis já foi realmente um “celeiro” de talentos, mas hoje, infelizmente, a cidade está abarrotada de medíocres se fazendo de artistas, poluindo nossos ouvidos com músicas de péssima qualidade e, na maioria das vezes, com vozes imperdoáveis, ruins ou desafinadas. Essas vozes malditas são corrigidas eletronicamente nos estúdios de gravação, na hora de montar um cd, mas que não correspondem às demonstrações ao vivo.

As pessoas envolvidas nos festejos juninos, designadas pelo prefeito, perderam o bom senso e se esqueceram de que o São João é uma festa tradicional brasileira onde se deveria cantar e cultivar o forró.

Os grandes mestres forrozeiros que já se foram, devem estar se revirando na sepultura. São Luiz Gonzaga e São Dominguinhos devem estar chorando lágrimas de sangue, lá no paraíso.

Muitos criticaram Robério, até eu mesmo o fiz, pelos valores pagos aos músicos, mas ele não discriminava ninguém e dava trabalho a todos, mas agora, com a redução dos espaços, se reduziu o número de “artistas” (se é que podermos chamar assim os nossos assassinos musicais), então, obviamente tem que ser feito uma triagem. Se não tem espaço para todos, que se faça uma escolha por grupos ou artistas que pelo menos saibam cantar e mostrem o legítimo forró brasileiro que tanto esperamos para o nosso São João. Lembrando que, felizmente, ainda existem alguns talentos, muitos deles esquecidos pela mídia.

Os festejos juninos aqui, se transformaram na verdade em escada eleitoreira, ou seja, alguns vereadores encarregados de “escolher” ou “indicar”, visam apenas o “conhecimento” que tem pelo suposto artista e os votos que poderão receber, sem se preocupar com o teor dos festejos, que deveriam obedecer ao tradicionalismo. É nessa hora que tenho inveja de alguns países que mantém suas raízes culturais por milênios como os orientais e os europeus.

Estive em alguns arraiais e lamentavelmente, como no ano passado, tive que tapar os ouvidos diante de tanta aberração. O pior mesmo, além de vozes ruins e desafinadas, é ter que ouvir arrochas, arrochadeiras ou algo que se possa chamar de ritmo, danificando os ouvidos das novas gerações e causando náuseas em quem realmente conhece música. 

O forró é uma arte. Não adianta enfeitar as ruas para no final jogar merda do “ventilador cultural”. Se não temos músicos apropriados, que se contrate artistas de fora. Precisamos de uma secretaria de cultura com pessoas realmente capacitadas e não de cegos “teleguiados”. Chega de incompetência.

O forró brasileiro assim como outras tendências culturais está perdendo espaço para a mediocridade e falta de amor ao nosso país e à nossa cultura.

A politicagem eunapolitana está de parabéns:

CONSEGUIRAM ASSASSINAR O SÃO JOÃO !

(NÃO ESTAMOS FALANDO DO PEDRÃO)



Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.

5 comentários:

  1. concordo plenamente a liderança maior do município resolveu deixar tudo por conta de vereadores, aí eles colocam músicos que prometem votar neles.

    ResponderExcluir
  2. Entregaram a organização do São João e do Pedrão para uma empresa da cidade a Swing Virado, que a única experiência é algumas festas particulares durante o ano (desorganizadas) e sem nenhuma experiência em grandes festas públicas. Na nossa cidade e na região, temos pessoas muito mais capacitadas para realizações de tais eventos. O maior currículo que eles tem é de terem investido na campanha do prefeito (segundo palavras deles) Por isso o credenciamento para realizar os eventos (e manipular quem eles querem que ganhem as licitações), colocando "gorduras" nos preços das atrações e estruturas, a exemplo de Pablo R$ 170.000,00 ( Valor do show 100 a 120 mil) e Magnificos R$ 118.000,00 (valor praticado no mercado de 40 a 50 mil)

    ResponderExcluir
  3. No são joão dos bairros repetiram ´músicos locais varias vezes e o pior, músicos que não cantam forró e são ruim p karaio mesmo. Sao joão eh data de forro pe de serra e nao dessas merda que botaram la.
    Neto ta malluco em deixar a cargo de vereadores que so pensam em votos.

    ResponderExcluir
  4. ACEITAR QUE O VEREADOR TÔ DO CAVACO QUE NUNCA CANTOU NA VIDA GANHE CACHÊ NO PEDRÃO DE R$ 29.000,00, POIS FOI ESSE O CACHÊ DO ANO PASSADO IMAGINE O DESSE ANO RSRSR E ELE FICA PAGANDO 200,00 A 300,00 PROS MUSICOS SE APRESENTAREM NO PEQUI E AINDA UNS POUCOS MORTOS DE FOMES QUE NÃO SÃO MUSICOS DE VERDADE SE SUJEITANDO A TOCAR MESMO ASSIM, ESSA É NOSSA EUNAPOLIS

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.