FIM DO MUNDO? NASA VAI TESTAR CAPACIDADE DE DESVIAR ROTA DE ASTEROIDES

EXISTE O RISCO REAL DE UM ASTEROIDE SE CHOCAR CONTRA A TERRA. A NASA ESTÁ ESTUDANDO UMA MANEIRA DE EVITAR UM PROVÁVEL FIM  
O fim do mundo é uma pauta recorrente nos filmes hollywoodianos. Terremotos, tsunamis, asteroides e aliens sempre saem como culpados por encerrar a nossa breve vida neste universo infinito. O clássico filme "Armagedom" mostrava que um asteroide com o tamanho do Texas destruiria a Terra, até a NASA mexer os pauzinhos e acabar com o perigo. Ao que parece, isso não está tão longe da realidade.

Acalme-se, não há nenhum corpo rochoso em rota de colisão com o nosso planeta. Porém, a NASA, ao lado da ESA (agência espacial europeia), está desenvolvendo algumas missões para testar a própria capacidade de desviar um asteroide que ameace a Terra.

MISSÕES:
Serão duas missões que vão funcionar em conjunto com o AIDA (Asteroid Impact and Deflection Assessment), o primeiro satélite internacional desenvolvido para descobrir como proteger o planeta de um possível impacto.
A missão principal começa em 2020. Os primeiros passos foram dados pela ESA, que já está criando uma pequena nave chamada AIM (Asteroid Impact Mission). A AIM vai voar até um sistema de asteroide binário com uma formação chamada Didymos (de 800 metros), que ainda possui uma lua própria de 170 metros — os cientistas a batizaram de "Didymoon" —, para estudar e calcular probabilidades.

Outro teste da NASA, o DART (Double Asteroid Redirection Test), vai voar em 2022. Quando chegar ao sistema, vai estar com uma velocidade de 21.600 km/h para atingir a Didymos. "A AIM vai observar de perto o impacto da DART. Então, ela vai fazer comparações detalhadas da estrutura do asteroide antes e depois do impacto", disso Ian Carnelli, agente da ESA. "Também vai ser observado se a rota foi alterada para caracterizar o choque cinético e as consequências".

"Caso o DART mude a órbita desses asteroides, vai ser a primeira vez que a humanidade alterou a dinâmica do sistema solar dentro de uma maneira mensurável", destacou Carnelli. O primeiro design do AIM vai ser apresentado para o conselho da ESA em 2016.

Seu apoio é tudo de bom:  clique >>aqui<< para curtir nossa página no facebook.


FONTE(S) ESA 

Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.