ATIVISTAS AMERICANOS CRIAM “BÍBLIA GAY” E GERAM POLÊMICAS

ATIVISTAS AMERICANOS SUGEREM TRADUÇÃO DIFERENTE DE TRECHOS BÍBLICOS E CRIAM A “BÍBLIA GAY”  
Um grupo de ativistas LGBT dos Estados Unidos tem gerado polêmica com grupos religiosos conservadores. Liderados por Queen James, que é homossexual, eles criaram e estão comercializando Bíblia Queen James, que está sendo chamada de “Bíblia Gay”. Em entrevistas a jornais americanos, Queen James diz que o grupo trabalha para fazer correções do que eles chamam de erros de interpretação dos escritos cristãos.

No total, oito passagens sofreram alterações. Em Coríntios 6:9-10, um dos trechos mais usados por grupos homofóbicos para indicar que a homossexualidade é pecado, eles mudaram duas palavras. Quando se afirma que “efeminados” e “sodomitas” não herdarão o reino de Deus, eles substituíram a primeira por “moralmente fracos”, e a segunda por “promíscuos”.  justificativa, segundo Queen James, é que os termos atualmente usados foram maus interpretados de traduções feitas do grego.
Veja abaixo as principais alterações:
Um dos principais argumentos contrários Bíblia Gay é o fato dela está sendo vendida pela Amazon. O preço médio é de 20 dólares. Queen James tem rebatido com veemência as críticas: “Você não pode escolher sua orientação sexual. Mas pode escolher Jesus. E agora pode escolher a sua Bíblia também.

Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.