ATÉ 70% DOS HOMENS APRESENTAM PROBLEMAS PARA URINAR AO LONGO DA VIDA, DIZ ESPECIALISTA

DISFUNÇÕES MICCIONAIS TAMBÉM SÃO PAUTA DO NOVEMBRO AZUL  
Novembro é o mês de conscientização sobre a prevenção do câncer de próstata, que atualmente é o segundo tipo da doença que mais mata homens no mundo.

Além do problema, outras questões relacionadas à saúde do homem são levantadas nesse período, como por exemplo a atenção às disfunções miccionais, que causam a perda involuntária de urina ou a incapacidade de urinar.

Segundo o urologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo Caio Cintra, os homens têm apresentado cada vez mais queixas relacionadas a problemas para urinar. Apesar de muitos pacientes encararem essas questões como algo natural, podem ser controlados e tratados, melhorando a qualidade de vida.
— No começo, pode até ser fácil de lidar com o problema. Mas com o tempo, as demasiadas idas ao banheiro e os “escapes” de urina podem começar a causar isolamento e até depressão.

Cintra explica que até 70% dos homens apresentará algum tipo de problema para urinar durante a vida, e que normalmente eles estão associados ao aumento benigno da próstata. Contudo, hoje em dia, problemas como diabetes, distúrbios neurológicos e alterações intestinais também podem contribuir para o desenvolvimento do problema.

Entre os tratamentos mais comuns estão o uso de medicamentos de via oral e a fisioterapia, que têm o intuito de fortalecer o músculo pélvico para que a urina pare de escapar.

Em casos mais severos, os pacientes podem optar por procedimentos um pouco mais invasivos como aplicação de botox e neuromodulação. Mas quem determina o diagnóstico a forma de tratar o problema é o urologista — que deve realizar exames de rotina no paciente no mínimo uma vez por ano. Por isso, não deixem de procurar um médico.

 CÂNCER DE PRÓSTATA
O que é: O câncer de próstata é uma doença assintomática, que só pode ser detectada por meio dos exames de rotina. É o segundo tipo de câncer que mais mata homens em todo o mundo, perdendo apenas para o câncer de pulmão. Segundo o especialista, um em cada 35 homens morrem em decorrência da doença e, a cada ano, no mínimo 70 mil novos casos são descobertos.


Tratamento: O paciente diagnosticado com câncer de próstata em fase inicial pode passar por sessões de radioterapia, com o intuito de eliminar o tumor; há também o tratamento cirúrgico, que é a remoção do órgão. Quando o homem descobre a doença em um estágio avançado, ou seja, se ela já se espalhou por outros órgãos, não há tratamento que apresente eficácia



Como prevenir: Não há formas de prevenção, por isso é tão importante fazer os exames periódicos anualmente. Se a doença for descoberta ainda em estágio inicial, as chances de cura são de até 90%.


HBP (HIPERPLASIA BENIGNA DE PRÓSTATA)
O que é: a HBP é uma doença que faz com que a próstata aumente, fazendo com que em menor quantidade, mas muitas vezes ao dia. Normalmente, o problema atinge homens com 60 anos ou mais, mas há exceções. A doença é silenciosa, o único sintoma aparente é a dificuldade de urinar, uma vez que, a próstata aumentada comprime a uretra, por onde passa a urina.


Como prevenir: De acordo com Arêas, a doença não tem prevenção, pois é um problema genético. Por isso, os exames de rotina ajudam a detectá-la mais cedo para que possa ser tratada.  



Tratamento: O primeiro tratamento é o medicamentoso, indicado para o paciente que está com a próstata em torno de  60 g a 80 g. Se ele não responder à medicação, pode ser feita uma cirurgia de modo pouco invasivo pelo canal da uretra, onde um aparelho tem a função de desobstruir o canal, explicou o médico. Em casos de crescimento exacerbado como 200 g ou 300 g, a próstata crescida — que fica “acoplada” ao órgão original — é retirada por método cirúrgico.



— É como tirar um gomo de uma mexerica. A próstata vai continuar lá, só o crescimento que é retirado pela cirurgia.




Fonte: R7

Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.