estupro

Padre é preso suspeito de estuprar meninos dentro de shopping em SP


Vítimas têm 13 e 14 anos e disseram que o padre tinha oferecido lanches em troca de favores sexuais. Ação foi flagrada por seguranças do estabelecimento
Um padre de São Paulo (SP) foi preso em flagrante suspeito de estuprar um menino de 14 anos e, ainda, tentar abusar de outra criança, de 13. Os fatos teriam acontecido dentro de um shopping em Guarujá, no litoral de São Paulo, na noite desta segunda-feira (9). Seguranças do estabelecimento presenciaram o abuso e acionaram a polícia.

Para a polícia, os meninos disseram que estavam vendendo balas no semáforo quando o padre Anderson Moraes Domingues, de 43 anos, ofereceu um lanche para eles. As crianças aceitaram e o padre os levou até o Shopping La Plage, localizado na Praia das Pitangueiras.
Ao acompanhar o padre, o menino de 13 anos, já desconfiado, avisou um segurança do centro comercial de que o suspeito havia prometido pagar um lanche em troca de favores sexuais. Com isso, a equipe de segurança passou a observar Anderson e os meninos.

Segundo a polícia, o religioso e as crianças foram para o banheiro do shopping e a equipe de seguranças os acompanhou. Pelo vão inferior da porta, eles viram duas pessoas dentro de uma das cabines. Um dos seguranças que acompanhava o caso afirmou que conseguiu ver o padre com a calça abaixada enquanto encostava o órgão genital nas nádegas do garoto de 14 anos, que também estava nu.

Os seguranças invadiram o banheiro e, com isso, o menino conseguiu sair pelo vão da porta. O padre continuou no local e os seguranças arrombaram a porta para capturá-lo. O mais novo, de 13 anos, esperava ao lado de fora do banheiro.

A polícia foi acionada e todos foram conduzidos à Delegacia Sede de Guarujá. No local, os meninos confirmaram a versão dos seguranças para a polícia e, ainda, disseram que o padre fez sexo oral no garoto de 14 anos. Já o menor disse que o padre tocou no pênis do amigo.

Anderson foi preso em flagrante por estupro e favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual de vulnerável e encaminhado à cadeia anexa ao 1º DP da cidade.

Em nota, a Diocese de Campo Limpo em São Paulo (SP), responsável pela área onde o padre atua, informou que tomou conhecimento dos fatos relacionados ao Pe. Anderson Moraes Domingues e que os fatos serão investigados pelas autoridades competentes, devendo ser apurado e punido qualquer que seja o delito cometido.


"A Diocese de Campo Limpo, por meio do seu Bispo Diocesano, comunica que serão tomadas, no âmbito eclesiástico, as medidas cabíveis segundo a legislação Canônica e que repudia qualquer tipo de comportamento em desobediência à legislação Civil, Canônica, à moral e aos bons costumes da sociedade. A Diocese de Campo Limpo prossegue comprometida em seguir as determinações da Igreja para tais casos, além de estar, através de seus membros, unida em oração pelos que sofrem", finalizou em nota. (G1).



Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.