Gerais

Segurança de dados do app TikTok preocupa governos

Especialistas em segurança alertam para fato de que empresa dona do app pode ser obrigada pelo governo chinês a coletar informações de usuários
Com um número de usuários que gira na casa das centenas de milhões, o aplicativo de vídeos TikTok se tornou um dos maiores fenômenos da internet nos últimos anos. O alcance e a popularidade do app, no entanto, causam preocupações para governos e especialistas em segurança digital.

O app pertence à empresa chinesa ByteDance, que foi fundada pelo bilionário Zhang Yiming. Antes de lançar o TikTok fora da China, ele lançou no país o app Douyin, com funções bastante parecidas, mas altamente censurado e regulamentado pelo governo local.

A ByteDance afirma que mantém seus servidores nos EUA e os backups em Cingapura, mas o problema é que, por lei, empresas como essa devem cooperar com o governo chinês se for solicitado.


Fora de serviço
Por conta disso, setores estratégicos ao redor do mundo, como o Exército dos EUA e as Forças de Defesa da Austrália proibiram o uso do aplicativo nos celulares de todos os seus soldados e oficiais, numa tentativa de limitar um possível acesso aos dispositivos e seus dados por parte do governo chinês.

"Até o momento, não há provas de que autoridades chinesas tenham censurado ou vigiado o TikTok fora do seu território. Mas não é seguro prever que isso não possa acontecer no futuro", escreveu o jornalista norte-americano Nick Frisch em um artigo para o jornal New York Times.

Processo nos EUA
Em dezembro, foi aberto um processo nos EUA contra o Tik Tok e a ByteDance, alegando que o aplicativo "transferiu para servidores na China imensas quantidades de dados privados e pessoais (...) que podem ser usados para identificar e localizar usuários nos EUA agora e no futuro".

Segundo a ação, movida por uma estudante da Califórnia, o aplicativo copiou e enviou para dois servidores na China até mesmo os vídeos salvos em rascunho, que não foram publicados na rede social. A empresa não respondeu, segundo o jornal inglês The Independent.



Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.