Dicas de saúde - Doenças oculares aumentam 20% no Verão




Conjuntivite é um dos problemas mais comuns neste período e oftalmologistas dão dicas de como evitá-la

 

Além da covid-19 e da gripe, que estão em evidência neste Verão, precisamos relembrar também os cuidados com a saúde dos olhos. De acordo com dados do Instituto Penido Burnier, nesta época do ano aumenta em 20% a incidência das doenças oculares, a exemplo da conjuntivite e das ceratites de exposição. Isso acontece, principalmente, pela alta circulação de vírus e bactérias, que se proliferam de forma acelerada em meio ao calor, como também por conta da grande incidência dos raios UV (ultravioleta).



“Secreção amarelada, lacrimejamento, sensação de corpo estranho nos olhos, vermelhidão e fotofobia (desconforto com a luminosidade) são alguns dos sintomas da conjuntivite, que pode ser de origem viral, bacteriana ou alérgica, sendo a primeira mais contagiosa e comum”, explica José Fabiano Menezes, médico do DayHORC, empresa do Grupo Opty. Ele ainda pondera que, nem sempre olho vermelho é sinônimo de conjuntivite. Outras causas como úlceras de córnea, uveítes, blefarites podem também desencadear a vermelhidão ocular. Somente o médico oftalmologista é capaz de distinguir a causa da irritação nos olhos.



Na grande maioria das vezes, a conjuntivite viral dura cerca de quatro dias e o uso de compressas frias ou geladas sobre os olhos costumam amenizar o desconforto. No entanto, se o problema persistir, é recomendado buscar um consultório ou emergência oftalmológica para avaliação e prescrição do tratamento mais adequado, evitando riscos de agravamento do quadro. Em geral, são receitados colírios ou pomadas oculares.


VEJA TAMBÉM: Mulheres, saibam tudo o que é normal durante um exame ginecológico, para evitar abusos de médicos mal intencionados

 

Dentre os cuidados, o oftalmologista enfatiza a importância básica de higienizar as mãos antes de levá-las aos olhos. Isso porque os microrganismos podem estar presentes em objetos diversos, superfícies de alto contato, dentre outros. Abaixo, José Fabiano Menezes lista algumas dicas de prevenção e o que fazer durante o tratamento.

 

Prevenção:

- Lave bem as mãos antes de ter contato direto com os olhos.

- Não compartilhe toalhas de rosto e objetos.

- Aumente a frequência de troca de toalhas ou opte pelas descartáveis.

- Lave as mãos antes e depois do uso de colírios, lentes de contato etc.

- Não compartilhe o uso de esponjas, rímel, delineadores ou de qualquer outro produto de beleza.

- Evite a exposição a agentes irritantes (fumaça) e/ou alérgenos (pólen) que também podem causar a conjuntivite.

- Os eventos de Verão são tentadores, mas é muito importante evitar aglomerações, sobretudo em tempos de pandemia.

 

Durante o tratamento:

- Troque as fronhas dos travesseiros diariamente, enquanto perdurar o problema.

- Não use lentes de contato enquanto estiver com conjuntivite.

- Evite coçar os olhos para diminuir a irritação.

- Evite usar maquiagem.

- Não se automedique.


 VEJA TAMBÉM: Agência europeia aprova pílula anti covid da Pfizer

 

Informações: Catharine Matos/Lume

IMAGEM: Foto de Engin Akyurt no Pexels

 



COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA CLICANDO NOS ÍCONES ABAIXO:

Bocão 64

AVISO: Os comentários dos internautas não representam a opinião deste site. Cada internauta é responsável pelo próprio comentário. Seja educado e não ofenda.

Postagem Anterior Próxima Postagem

نموذج الاتصال