CAMINHONEIRO JOGA CAMINHÃO DE CIMA DE BALANÇA

CAMINHONEIRO PROVOCA UM ACIDENTE PROPOSITALMENTE BOTANDO EM RISCO A VIDA DO OPERADOR DA BALANÇA E DE UM POLICIAL DA PRF 
Durante uma operação de fiscalização realizada no KM 720 da BR 101, em frente ao Posto da PRF – Polícia Rodoviária Federal em Eunápolis, foi abordado um caminhão VW/24.280, de placa ODF-5899/ES, conduzido por José Mauro Figueredo, o qual transportava carga de chapas de granito.

Diante da suspeita que o veículo estivesse transitando com excesso de peso, o mesmo foi encaminhado para pesagem na balança rodoviária da empresa J.C. SUCATAS, às margens da BR 101, que faz esquina com a Escola Técnica (IFBA).

O caminhoneiro parece que não gostou muito da ideia e talvez por raiva ou revolta, entrou na balança em velocidade excessiva para a manobra, freando bruscamente no intuito de danificar o equipamento. Mesmo tendo obtido o peso do veículo que era de 42.320 Kg, o condutor foi orientado a recuar um pouco com o veículo, a fim de centralizar no equipamento e desembarcar para presenciar a leitura da balança. No entanto engrenou a ré numa arrancada brusca e muito rápida tombando o caminhão sobre o compartimento de leitura do mostrador da balança, danificando-a, destruindo parcialmente as instalações, a carga transportada e o próprio veículo.

Por pura sorte o encarregado da empresa que fazia a pesagem, percebeu a manobra do motorista, saindo a tempo do escritório empurrando rapidamente o policial federal que acompanhava o serviço. Por pouco não aconteceu uma tragédia.

O motorista foi levado à PRF e logo a seguir para a Delegacia de Polícia Civil, onde foram tomadas as providências cabíveis. O motorista incorreu em “crime contra o patrimônio” (Dano qualificado). Os prejuízos da empresa (proprietária da balança) podem chegar a R$ 50 MIL REAIS. O motorista do caminhão não é o proprietário do veículo.

A reportagem se baseia nos BO da PRF, da P. CIVIL e nas informações de testemunhas.
Seu apoio é importante. Clique >>aqui<< para curtir a nossa página no facebook.

CONFIRA O VÍDEO:


Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.

8 comentários:

  1. Impossivel fazer alguma manobra em alta velocidade em um camimhao em tão pouco espaço.
    A balança não tem "meio fio" ou guias de orientação para se efetuar uma manobra em marcha ré..
    Afirmar que foi proposital é querer proteger o abuso de poder do agente fiscalizador.

    É uma balança particular e não se sabe se este peso pode ser manipulado ou se esta aferido.
    A correta ação do agente seria chamar uma balança movel do antt.

    ResponderExcluir
  2. Trampa de corruptos e o movimento dos caminhoneiros.

    ResponderExcluir
  3. O pessoal ta falando que só tem essa balança funcionando na região.

    ResponderExcluir
  4. Uma balança suspença quase 1metro do chao, qualquer caminhão carregado tem que subir em primeira marcha. Ao subir, se perde a visibilidade lateral, qualquer pessoa que dirige caminhão e capaz de perceber isso, ate mesmo quem nao dirige... como uma pessoa que nao è capaz de conhecer um material comum de granito, pode afirmar que o caminhão entrou em alta velocidade...

    ResponderExcluir
  5. Quando o redator fala em alta velocidade, na verdade ele quis dizer velocidade não condizente com a manobra. O texto já foi corrigido.
    O motorista, cheio de raiva por ser pego com 13.000 kg a mais, subiu a balança com velocidade excessiva, brecando bruscamente com a intenção de quebrar o equipamento da balança, segundo informações de várias testemunhas, inclusive do dono do equipamento e do policial federal.
    O policial mandou ele dar uma ré, colocando o veículo no meio da balança e depois descer para conferir o peso que já estava registrado. Ele então engatou a ré, arrancou o caminhão "no sopapo", sem os cuidados necessários, manobrando a direção para o acidente.
    O site se guiou pelas falas das testemunhas e pelo que está escrito no BO das PRF e da CIVIL.
    .......... Da redação.

    ResponderExcluir
  6. A PRF simplesmente quer tirar o deles da reta, se o carro caiu e responsabilidade de quem levou ele não precisava estar lá.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.