Gerais

Hediondo - menina de 1 ano e 3 meses é submetida a cirurgia após ter a genitália dilacerada num estupro

A mãe trabalha durante o dia e a criança fica aos cuidados de outra pessoa
Uma criança de apenas 1 ano e três meses, foi submetida a cirurgia depois de ter a genitália dilacerada. Caso foi denunciado pela mãe da criança, na manhã de quinta-feira (28/06/2018), mas foi descoberto no dia anterior. Segundo a mãe da vítima, na quarta-feira (27) ao chegar com a criança em casa e tentar trocá-la, percebeu o sangramento na fralda. A criança chorava demonstrando dor e cobria o órgão genital com as mãos, não querendo que a mãe a tocasse.

A mulher procurou atendimento médico na Policlínica do Pedra 90. Em seguida, foi encaminhada para a Policlínica do Coxipó (MT) e transferida para o Hospital Universitário Júlio Müller, onde a filha foi submetida a uma cirurgia para sutura na região.

Somente no dia seguinte a mulher procurou a Polícia Civil para denunciar a suspeita de abuso sexual da filha, que passou a ser investigada pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança (Deddica). Questionada, ela disse que ficou assustada e com medo, por isso primeiro procurou ajuda médica e só depois fez a denúncia.

Na ocorrência a mãe diz que trabalha a noite e a criança dorme com o pai e durante parte do dia fica na casa de uma madrinha. Tanto que costuma buscar a filha por volta das 15h mas, por causa do jogo da seleção brasileira, pegou a menina mais cedo, por volta das 12h30. Ao chegar em casa foi trocar a criança e percebeu o sangramento. Ela questionou o fato com a cuidadora que alegou tratar-se de ferimentos decorrentes de alergia à fralda descartável. A mãe informou ainda que na casa onde a criança fica, existe grande movimentação de pessoas.

Antes mesmo de receber a ocorrência oficialmente, a Deddica passou a fazer a investigação. Segundo o chefe do operações,  Darimar Aguiar, imediatamente uma equipe de policiais foi até o endereço e qualificou todas as pessoas que residem e frequentam a casa. Ao todo são 5 homens, incluindo o pai, que serão intimados a prestar declarações.

A delegacia aguarda informações preliminares dos exames feitos por médicos peritos do Instituto de Medicina Legal (IML), para confirmar a natureza dos ferimentos e como foram provocados.
 (Por Silvana Ribas, repórter de A Gazeta Digital)









Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.