crime

Macabro - Mãe é indiciada por matar filha bebê à marretadas e carbonizar corpo da criança - Vídeo

Crime foi registrado no dia 21 de fevereiro deste ano, o caso chocou o país
Alessandra Fiuza, de 33 anos, foi presa pela acusação de matar a própria filha, um bebê de um ano de oito meses, à marretada. A criança teve a cabeça e membros esmagados pela ferramenta. O crime aconteceu no dia 21 de fevereiro e ela foi presa logo depois do crime, no Parque Santa Rita, em Goiânia.

Após o crime, ela teria colocado a criança num monte de entulho, no quintal da residência e ateado fogo. Vizinhos chamaram o Corpo de Bombeiros. Quando os militares chegaram, foram informados que o fogo havia sido debelado, mas que havia uma vítima. A partir desse momento, a verdade veio à tona. Ela teria matado a criança e o fogo seria para encobrir o crime, só que ela não contava com a atitude dos vizinhos em “ajudá-la”, controlando o incêndio e descobrindo a a história macabra.

A assassina foi presa em flagrante. Ela passou por audiência de custódia e negou ter matado a filha, entretanto o juiz Eduardo Pio determinou pela prisão preventiva dela. O inquérito foi encerrado na quinta-feira, 28/02/2018.

Alessandra está presa na Casa de Prisão Provisória (CPP), em Aparecida de Goiânia, desde 22 de fevereiro.

A advogada Beatriz Leticia Neves de Sousa Faria, que cuida do caso da indiciada, disse que a defesa vai pedir à Justiça, um pedido para avaliação de sanidade e pedir a interdição e internação da mulher em um clínica psiquiátrica.

O vídeo abaixo mostra a suspeita no momento da prisão, proferindo palavras desconexas.



PUBLICIDADE:
Preços até durarem  o estoque. Promoção fevereiro/março de 2019



Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.