Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Insegurança – Jornalista foi atacado por mendiga no semáforo da antiga passarela




A violência tem sido uma constante no Estado da Bahia, que alcança altos índices comparados com o resto do país.

 

Segundo informações do G1, A Bahia foi o estado brasileiro que registrou a maior quantidade de mortes violentas em 2021, conforme mostra o índice nacional de homicídios criado pelo g1 com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

 


E quanto à Eunápolis? Uma bela cidade que tem se tornado referência no extremo sul baiano, como um polo de desenvolvimento e crescimento urbano, também tem sido palco de violência crescente, principalmente no que diz respeito aos efeitos do tráfico de drogas, que tem deixado um rastro de morte e destruição de famílias no país inteiro.


VEJA TAMBÉM: Ao lado de Bolsonaro, João Roma deve se filiar neste domingo ao PL para lançar pré-candidatura ao Governo da Bahia


Mas a violência não diz respeito só ao mundo do crime organizado. Ela também está impregnada na mente de pessoas de má índole e também na mente dos menos favorecidos, ou dos que tiveram menos chances ou que simplesmente jogaram fora as chances que tiveram.


 VEJA TAMBÉM: CCZ de Eunápolis, disponibiliza cerca de 50 animais para adoção responsável


Eunápolis está lotada de andarilhos, alcoólatras ou usuários de drogas que vagam pelos guetos, ruas e praças, mas que na maioria das vezes permanecem nos entrocamentos ou trevos das principais vias que cortam a cidade, nos semáforos, pedindo ajuda financeira para permanecer no vício.

 


Na manhã deste sábado, 26/03/2022, o redator deste site foi vítima de um ataque que poderia ter terminado em tragédia.

 

No semáforo da antiga passarela, cruzamento da BR-101 com Av. Santos Dumont, nosso redator parou o veículo no semáforo, quando foi abordado por uma mulher pedindo dinheiro. Pedido negado, a mulher meteu a mão no carro tentando pegar o celular da vítima. Com a reação do redator, ela deu um tapão nos “peito” do cidadão que reagiu, segurando o braço da agressora.

 VEJA TAMBÉM: Vídeo mostra momento em que policial civil é assassinado a tiros

A mulher correu e pegou um pedaço de madeira para continuar com a agressão. O redator previu rapidamente os danos e partiu pra cima, tomando o objeto da mulher, que tentou nova agressão. Alguns colegas da mulher se aproximaram e o redator pediu para que a segurassem. Carros buzinavam, trânsito parado e depois a vida voltou a correr normalmente.

 

Pedaço de madeira que seria usado para atacar o jornalista

A pergunta que não quer calar:

O que as autoridades competentes podem fazer para conter esse risco aos cidadãos? O semáforo citado é local de extremo risco onde os motoristas facilmente podem se tornar alvos de vagabundos sedentos de drogas, bebidas e dinheiro. Vamos ter que esperar alguém morrer assassinado no local para que providências sejam tomadas? Com quase absoluta certeza, essas pessoas sempre carregam consigo uma faca, canivete ou algo parecido...

 

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA, CLICANDO NOS ÍCONES ABAIXO:

Postar um comentário

0 Comentários