Gerais

Teixeira de Freitas – Ex secretário de Jucuruçu, acusado de estupro, foi brutalmente espancado dentro de presídio

O vídeo circula pelas redes sociais mostrando cenas fortíssimas e angustiantes
Alexsandro Souza Sena, de 38 anos de idade, havia sido condenado a 11 anos de prisão, pelo crime de estupro e cumpria pena no regime semi-aberto, mas o ímpeto sexual dele fugiu ao controle mais uma vez, fazendo-o atacar de novo.

No dia 01/12/2018, uma mulher de 25 anos teve a casa invadida por um homem armado, em Teixeira de Freitas e acabou sendo abusada sexualmente. A vítima fez todos os exames necessários e prestou queixa na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Teixeira de Freitas. Lá, ela reconheceu o suspeito.

No dia 11/12/2018, Alexandro foi preso. Ele, que é um homem de boa cultura, tendo sido secretário municipal de Jucuruçu, no extremo sul da Bahia, voltou ao regime fechado e agora ficou novamente em evidência, ao aparecer em vídeo, sendo espancado por outros detentos.

As imagens do vídeo são fortíssimas e, segundo informações, teriam sido feitas em 12/12/2018. Ele aparece dentro do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), cercado por uma horda de elementos sanguinários e cheios de ódios, levando tapas na cara, socos, chutes e pauladas nas costas, que ficaram roxas de tanta pancada.


ATENÇÃO: A imagem abaixo vai te redirecionar para o vídeo. As imagens podem ser consideradas fortes e não são recomendadas para menores de idade ou pessoas sensíveis. Se você clicar para ver o vídeo, estará automaticamente se declarando maior de idade e perfeitamente apto e responsável pelos seus atos: 


VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR DAS MATÉRIAS ABAIXO:


Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.