Bizarro

Imagens fortes – Um jovem surtou e cortou o próprio pênis com uma faca


Após ouvir gritos no banheiro, a mãe se deparou com a cena drástica
Jovem cortou o próprio pênis no talo, com uma faca. A mãe colocou o pedaço cortado num saco de gelo e levou às pressas para o hospital de Chapadinha. 

Uma notícia bizarra, acontecido em julho/2013, chamou atenção pela loucura cometida por um rapaz identificado como S. da S. L., 22 anos, que deu entrada no Hospital Regional de Chapadinha, no inicio da madrugada de domingo (14/07), após cortar o próprio pênis com uma faca. O caso ocorreu no final da noite de sábado (13), na cidade de Afonso Cunha. 

De acordo com familiares e vizinhos do rapaz, ele estava assistindo TV em companhia de sua mãe, quando se dirigiu ao banheiro, minutos depois começou a gritar. A mãe do jovem correu para o banheiro e se deparou com a situação de desespero do filho, diante do ato impensado. Ela ainda conseguiu colocar a parte decepada do pênis em um saco com gelo. 

Segundo pessoas que ajudaram a socorrer o jovem, o membro teria sido cortado na base. O rapaz após ser atendido previamente em Chapadinha foi encaminhado para São Luis.

VEJA OUTRAS MATÉRIAS INTERESSANTES NO RODAPÉ


Opinião do editor:
O que leva uma pessoa a cometer um ato insano destes? Traumas de infância, dúvidas sobre condição sexual, um fora da namorada? O fato é que ele terá problemas por toda a vida, principalmente se a "restauração" não funcionar corretamente, afinal são ligaduras de nervos, veias, etc. Num centro médico avançado até que funciona, mas no interior, é coisa difícil e muita sorte (ou azar).




VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR DAS MATÉRIAS ABAIXO:















Aviso do Bocão 64

Caro internauta: A sua opinião sobre esta matéria é muito importante, mas os comentários que você postar nesta página, são de sua exclusiva responsabilidade e não representam a opinião do site. Rode o mouse para baixo, participe, comente e divirta-se.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.